domingo, 29 de maio de 2016

, , ,

Divaldo Martins lamenta a desvalorização de grandes figuras da nossa sociedade ao comparar Nagrelha com Pepetela•||•Notiçias•||•• O Seu Portal da Actualidade ••


Se para muitos o Nagrelha passou a ser não só um grande “chefe de rimas”, como também uma referência positiva, há quem diga que o cantor não representa absolutamente nada na vida de muitos angolanos e que deveríamos prestar mais atenção aos nossos ícones, (da Literatura e tantos outros), que, para eles, transmitem de facto valores! Tal é o caso do escritor e dramaturgo, Divaldo Martins, que decidiu desabafar hoje, na sua página do facebook, fazendo uma comparação entre o Estado Maior do Kuduro e o consagrado escritor Pepetela, escrevendo o seguinte:

“Por muito que goste de Kuduro, a mim custa muito verificar que o Nagrelha seja uma referência cultural maior que o Pepetela, que o Ondjaki seja confundido com um lutador de kung-fu perdido num filme chinês de quinta categoria e poucos, entre jovens e velhos, se lembrem de Alda Lara, Aníbal Simões, Jofre Rocha ou Boaventura Cardoso. Dir-me-ão, “mas isso acontece em todo o mundoˮ. Sim, mas nesse todo o mundo em que os músicos são mais conhecidos que os escritores, os escritores continuam a ter o seu espaço de dignidade e não são apenas lembrados quando se quer falar de um tema chato na televisãoˮ.


Será que ao fazer essa comparação entre o Nagrelha e o Pepetela Divaldo Martins queria chamar atenção ao abandono e à desatenção que nós, sociedade angolana, damos aos nossos ícones da Literatura e de outras áreas, que para eles transmitem valores e devem ser respeitados e tidos em conta, ou simplesmente o escritor queria dizer que o Kudurista em causa não devia ser tido em conta, como tem acontecido, por não ser um exemplo positivo para a nossa sociedade?

Top Ad 728x90