Conheça 6 dos melhores jogadores africanos da história do futebol

A entrada dos jogadores africanos no primeiro mundo do futebol é recente, mas porém sempre foram hábeis e velozes, o que levou a contratação dos principais jogadores africanos, pelos clubes europeus. Em função disso, o AngoRussia seleccionou seis dos jogadores africanos que tornaram-se lendas da modalidade a nível do mundo, nos últimos tempos.
Conheça a história de seis lendas do futebol, que fizeram e ainda fazem história no mundo desportivo.
Daniel Ndunguidi
Daniel Ndunguidi Gonçalves, mais conhecido como Daniel Ndunguidi, é um ex -jogador de futebol angolano. Atingiu a carreira nos anos 80, pelo 1º de Agosto como atacante, é considerado o jogador de futebol mais proeminente de Angola, após a independência. Em 1979, com tentativa de entrar no Sporting Clube de Portugal, a contratação foi barrada por razões políticas, tal como outra tentativa do Benfica de Portugal em 1990.
Ndunguidi, já fez 80 jogos pelo futebol nacional angolano, mas após terminar sua carreira como jogador, seguiu uma curta carreira de treinador do 1º de Agosto e levou o clube aos títulos da liga em 1998 e 1999.
Actualmente, Daniel Ndunguidi Gonçalves é assessor do presidente do Primeiro de Agosto.
Abedi Ayew
Abedi Ayew, mais conhecido como Abedi Pelé, é uma lenda do futebol africano muito bem conhecida entre os fãs do desporto rei em Angola, com 67 internacionalizações pela selecção do Gana e vencedor da ‘Liga dos Campeões’ com o Olympique de Marselha na temporada de 1992 à 1993, título que posteriormente foi retirado pela UEFA, depois de o proprietário da equipa francesa, Bernard Tapie, ter sido condenado por suborno e outras práticas negativas.
Depois de deixar o futebol, fundou em Accra, o próprio clube Nania FC, nome do povoado da origem de seu pai no norte de Gana. Actualmente, Abédi Pelé actua como presidente, técnico, patrocinador e relações públicas da equipa.
Thomas N’kono
Thomas N’kono, era goleiro camaronês, destacou-se na passagem pelo clube espanhol que defendeu por 9 anos, além de representar a selecção de Camarões entre 1976 e 1994. Ainda em 1979, o goleiro foi eleito o melhor jogador africano, actuando pelo Canon Yaoundé. Em 1982, transfere-se para o Barcelona, clube que defendeu por oito anos. N’Kono foi destaque na Copa de 1990, quando a selecção de Camarões terminou em 7° lugar.
Com a carreira de jogador encerrada, N’kono passou a ser treinador de goleiros da selecção camaronesa, tendo trabalhado até 2003. Já na sua segunda passagem pela comissão técnica dos Leões, foi auxiliar-técnico entre 2007 e 2009, quando teve sua primeira experiência como treinador, após a demissão do alemão Otto Pfister. Em Julho do mesmo ano, regressou ao ao clube espanhol, novamente para ser o preparador de goleiros da agremiação, função que exerce até hoje.

Mahmoud El Khatib
Popularmente conhecido por Bibo, foi  jogador de futebol egípcio. Bibo, mudou-se para El Ahly em 1972 onde caminhou 16 anos com o clube, antes de se aposentar em 1988 devido a várias lesões que sofreu ao longo dos anos, tendo sido muitas vezes alvo de atenção da oposição.
Ganhou o título da Liga Egípcia dez vezes, a Taça Egípcia por seis vezes, a Taça dos Vencedores das Taças Africanas por três vezes e a “Liga dos Campeões Africana” por duas vezes com o seu clube El Ahly . Ele também foi escolhido melhor jogador do Egipto cinco vezes durante sua carreira.
Actualmente, Mahmoud El Khatib é o Presidente do Al Ahly Sporting Club, e amplamente considerado como um dos melhores jogadores da história do futebol africano.
Nwankwo Kanu
O nigeriano Nwankwo Christian Nwosu Kanu, foi campeão olímpico em 1996, iniciou sua carreira no time nigeriano Federation Works, antes de se mudar para o Iwuanyanwu Nationale teve uma performance notável no Campeonato Mundial de Futebol Sub-17, onde assinou um contrato para jogar pelo Ajax. Fez seu primeiro jogo pelo Ajax em 1994 onde marca 25 golos em 54 jogos, e também foi jogador substituto para o Ajax durante a final da Liga dos Campeões da UEFA de 1995 sobre o Associazione Calcio Milan, ano no qual seu time foi campeão.
Em 1996, Ajax vende Kanu para o Inter de Milão, e posteriormente o mesmo tornou-se o capitão da Selecção Nigeriana durante os Jogos Olímpicos de Atlanta, onde marcou dois golos durante a semi-final sobre o Brasil, revertendo um placar de 2–3 para 4–3 no tempo extra de jogo, dando a vitória para os Super Águias.
Brilhou também no Arsenal e actualmente joga no Portsmouth.
George Tawlon Manneh Oppong Ousman Weah
Actualmente presidente da Libéria, George Tawlon, foi um futebolista da década de 90, eleito como o ‘Melhor Jogador do mundo pela FIFA’, recebeu a Bola de Ouro sendo o único africano a receber ambos os prêmios. Em 2004, o jogador brasileiro Pelé lembrou do craque na lista dos 125 maiores jogadores de futebol, como parte da comemoração de centenário da FIFA.
Ao por fim a carreira como jogador, George entra para o mundo da política, em 2005, onde concorreu à presidência de seu país, mas este acaba por ser derrotado pela candidata Ellen Johnson-Sirleaf. Em 2014 foi eleito senador de Montserrado com 78% dos votos. Ainda 2017, voltou a concorrer, sendo eleito presidente da Libéria após derrotar o então vice-presidente Joseph Boakai.
O futebol é considerado o desporto mais popular do mundo, jogado entre dois times de 11 jogadores para cada um e um árbitro que se ocupa da correta aplicação das normas.
Proxima
Anterior
Click here for Comments

0 Comments: